Como congelar alimentos preparados em casa

Veja dicas de como congelar os alimentos preparados em casa 

Economizar, não depender da tele-entrega e, principalmente, deixar a vida mais prática. 

Os benefícios de comer alimentos congelados são muitos, mas quem opta pelas opções prontas do supermercado acaba sofrendo também com o cardápio repetitivo e repleto de conservantes.

Uma prática que tem se tornado cada vez mais comum nas famílias é congelar alimentos preparados em casa. Tanto para evitar desperdícios em uma refeição que sobrou quanto para planejar a alimentação da semana, congelar pode ser uma ótima solução, desde que sejam observadas algumas dicas.

A primeira regra é jamais recongelar um prato que foi descongelado. Por isso, recomenda-se congelar os alimentos em porções individuais, suficientes para uma refeição. Podem ser usados potes de diferentes tamanhos ou saquinhos plásticos bem fechados.

Se você optar por potes, procure encher até a beira com o alimento a ser congelado ou colocar um papel alumínio entre o alimento e a tampa, evitando o contato da comida com o ar. Quem optar por saquinhos deve tirar o ar manualmente ou com a ajuda de uma bombinha. Para fechar, você pode usar um selador a pilha, que ajuda ainda mais na conservação, arames revestidos de plástico ou clipes que evitam a entrada e saída do ar.

Praticamente qualquer alimento pode ser colocado no freezer (confira a lista dos não-recomendados ao final do texto), mas cada um pode ser mantido congelado por um intervalo de tempo diferente. Por isso, é importante anexar etiquetas com nome do alimento e a “data de validade” aproximada. Para ajudar no cálculo, confira a lista a seguir:

Tempo de conservação: 
  • Carne bovina: 12 meses
  • Hamburgers: 3 meses
  • Carne de porco: 6 meses
  • Linguiça e salsicha: 2 meses
  • Bacon: 2 meses
  • Pães: 4 meses
  • Bolo simples: 8 meses
  • Sopa: 6 meses
  • Massas: 3 meses
  • Pizza preparada (queijo): 3 meses
  • Pizza preparada (carnes): 1 mês
  • Pastéis, coxinhas e croquetes: 3 meses
  • Frango: 9 meses
  • Peru: 8 meses
  • Legumes e verduras: 12 meses
  • Frutas: 9 meses
Descongelamento

Para descongelar, evite deixar água correndo sobre o alimento. O ideal é passar o congelado do freezer para a geladeira por algumas horas, ou, se não for possível, diretamente para o forno ou microondas. No micro, alguns acessórios tornam o processo mais prático. O kit de aquecimento leva a refeição do microondas direto à mesa, e a tampa universal pode ser usada no freezer ou no microondas, isolando o alimento.

Alimentos que não devem ser congelados:
  • Maionese
  • Saladas cruas
  • Gelatinas
  • Claras em neve ou cozida
  • Batatas cozidas
  • Ovos cozidos
  • Pudins cremosos
  • Creme de Leite
(fonte: www.livrodereceitas.com.br)

Fonte: www.organizesuavida.com.br. 

Modelo de Contrato de Trabalho



Pelo presente instrumento, as partes: (nome), (nacionalidade), (estado civil), (profissão), titular do CPF nº (....................), RG (..................), residente na Rua (endereço) que, por força do presente contrato passa a ser denominado (a) EMPREGADOR(A) DOMÉSTICO(A), e (nome), (nacionalidade), (estado civil), (profissão), titular do CPF nº (......................), RG (....................), residente na Rua (endereço), doravante designado(a) EMPREGADO(A) DOMÉSTICO(A), firmam o presente CONTRATO DE TRABALHO DOMÉSTICO, nos termos da Lei nº 5.859, de 11 de dezembro de 1972, com as alterações da Lei nº 11.324, de 19 de julho de 2006, e da Constituição Federal, com as seguintes cláusulas e condições:

1ª CLÁUSULA – O (a) empregado (a) acima nominado se obriga a prestar serviços domésticos que vierem a ser objeto de ordens, verbais ou escritas, segundo as necessidades do (a) empregador (a), desde que compatíveis com as suas atribuições, na residência deste (a), mediante o pagamento do salário mensal de R$ (…), (valor por extenso), sujeitando-se, contudo, aos descontos legais e adiantamentos recebidos, a ser pago até o 5º (quinto) dia útil do mês subsequente ao vencido.

Parágrafo Único – São considerados serviços domésticos, dentre outros, as atividades de preparo de refeições, assistência às pessoas, cuidados com peças do vestuário, arrumação, faxina, cuidado com plantas do ambiente interno e animais domésticos.

2ª CLÁUSULA - A prestação do serviço se dará de segunda-feira a sábado, no horário de ...... às ......, com intervalo de ....... Às ......, perfazendo a jornada de 8 horas diárias e de 44 horas semanais (se houver necessidade de horas extraordinárias, deverá ser celebrado acordo de prorrogação de jornada).

Parágrafo Único – O(a) empregado(a) terá direito ao seu repouso semanal remunerado, que será concedido preferencialmente aos domingos (observar a periodicidade legal coincidente com o domingo), como também ao gozo dos feriados civis e religiosos (1º de janeiro, Sexta-Feira da Paixão, 21 de abril, 1º de maio, 7 de setembro, 12 de outubro, 2 de novembro, 15 de novembro 25 de dezembro e os declarados em lei), sem prejuízo de sua remuneração, podendo, se houver trabalho nesses dias, ser concedida folga compensatória ou efetuado o pagamento correspondente.

3ª CLÁUSULA – Ficará a cargo do (a) empregador (a) doméstico (a) a decisão acerca de eventual uso de uniforme pelo (a) empregado (a) domestico (a).

4ª CLÁUSULA - Sempre que causar algum prejuízo, resultante de alguma conduta dolosa ou culposa ficará obrigado (a) o (a) empregado (a) a ressarcir o (a) empregador (a) pelos danos causados.

5ª CLÁUSULA - O prazo deste contrato é de 30 dias, a título de experiência, podendo ser prorrogado por mais (30 ou 60) dias (desde que a soma desses períodos não exceda de 90 dias), se rescindido, neste prazo, não haverá cumprimento ou indenização do aviso prévio.

Parágrafo único - Permanecendo o (a) empregado (a) a serviço do (a) empregador (a) após o término do período de experiência, continuarão em vigor por prazo indeterminado as cláusulas constantes deste contrato.

Por estarem de acordo, firmam o presente contrato de trabalho doméstico, para que passa produzir seus efeitos legais.


.............................., ............../................/.....................


_______________________________                         

(Nome) – empregador doméstico

________________________________

(Nome) – empregado doméstico

Origem do Serviço Doméstico

A origem do serviço doméstico se confunde com a origem dos lares, da ocupação do homem na terra e da necessidade de organização e arrumação desses lares. 
Não podemos dizer ao certo quando esse serviço começou a ser feito, mas a primeira forma dele está diretamente ligada ao sistema escravocrata de trabalho. 
Desde os tempos da Grécia antiga e dos faraós egípcios, o trabalho doméstico vem sendo feito por escravos ou empregados no mundo todo. 
No Brasil, historicamente, essa relação é demonstrada primeiro através das kunhãs (mulheres indígenas que no início da colonização auxiliavam os europeus - novos moradores da terra - nos cuidados domésticos e no entendimento da terra e seu cultivo) e logo depois, com as africanas trazidas pela escravidão, melhor adaptadas ao serviço (comparadas à rebeldia do povo indígena), chamadas mucamas. 
Hoje, o serviço da empregada doméstica não mais se compara aos tempos escravocratas. Sua presença é fundamental para o bom funcionamento dos lares e, através dos tempos, essa relação passou até dos moldes empregatícios tradicionais - muitas assistentes domésticas são consideradas como membros das famílias que elas cuidam e acompanham ano após ano. 
Além disso, o status da categoria atingiu também elevação econômica: muitas das empregadas domésticas hoje recebem salários altíssimos, falam mais de uma língua e têm condições de escolha em sua profissão - trabalhar durante o dia ou à noite, em apenas um setor (cozinha ou arrumação ou lavanderia...), no Brasil ou no exterior e etc. 
Portanto, atualizar-se através de cursos específicos aumenta a possibilidade de sucesso na profissão, trazendo maiores probabilidades de crescimento no caminho do profissionalismo doméstico. 
Um dos diferenciais da empregada doméstica pode ser dentro da cozinha, com a especialização em forno e fogão. 
Atualmente, um bom profissional de cozinha recebe destaque na concorrência com outros profissionais. Ter condições de assessorar as refeições diárias de uma família engrandece a importância da empregada doméstica, trazendo o crescimento progressivo desse profissional. 

Portanto, lembre-se: o trabalho da cozinheira doméstica é crucial para o bom funcionamento dos lares, sendo que sua função é fundamental e importantíssima para a sociedade. Tenha orgulho do seu papel!

FONTE: Supervisão Geral do Abastecimento / ABAST

Direitos dos Empregados Domésticos

1. Carteira de Trabalho e Previdência Social
2. Salário Mínimo
3. Irredutibilidade Salarial
4. Isonomia Salarial
5. Proibição de Práticas Discriminatórias
6. 13º (décimo terceiro) Salário
7. Remuneração do Trabalho Noturno
8. Jornada de Trabalho
9. Remuneração do Serviço Extraordinário
10. Repouso Semanal Remunerado
11. Feriados Civis e Religiosos
12. Férias
13. Vale-Transporte
14. Aviso-Prévio
15. Relação de Emprego protegida contra Despedida Arbitrária ou Sem Justa Causa
16. Fundo de Garantia do Tempo de Serviço
17. Seguro-Desemprego
18. Proibição de Trabalho Noturno, Perigoso ou Insalubre a menores de 18 anos
19. Reconhecimento das Convenções Coletivas e Acordos Coletivos de Trabalho
20. Assistência Gratuita aos filhos e dependentes
21. Redução dos Riscos inerentes ao trabalho
22. Integração à Previdência Social
23. Estabilidade no emprego em razão da gravidez
24. Licença-Gestante
25. Licença Paternidade
26. Salário-Família
27. Auxílio-Doença
28. Seguro contra Acidentes de Trabalho
29. Aposentadoria

Fonte: Ministério do Trabalho



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores

Arquivo do blog

Visualizações

Origem dos Visitantes

free counters